Deficiência intelectual

e aprendizagem personalizada

Estudantes com deficiência intelectual se beneficiam de aprendizagem personalizada

 

A inclusão de todos alunos é uma das grandes questões para os profissionais, e nesse sentido o equilíbrio entre a eficácia e a generalização do ensino está no centro do debate. Por isso é importante atuar em mais de uma frente metodológica para o ensino. Em uma escola com uma equipe preparada, é possível que um estudante com deficiência intelectual tenha suporte da aprendizagem personalizada que por isso seu rendimento seja maior do que seria em uma turma.

A metodologia da aprendizagem personalizada leva em questão as particularidades de cada aluno. O objetivo é promover um desenvolvimento da pessoa por meio de acompanhamento exclusivo, independente de sua idade ou necessidade.

A aprendizagem personalizada aproxima educador e aluno, o que facilita na identificação dos itens necessários para a apreensão do conteúdo por parte do educando. Alunos com deficiência intelectual, ainda sentem uma maior vantagem na adaptação à rotina e moderação do ensino com base em suas limitações.

O roteiro de estudos aproveita as facilidades do estudante e trabalha com as dificuldades na vida dele. O objetivo dessa abordagem é de diminuir o cansaço e frustração do aluno, respeitando suas características.

Outro catalisador para o desenvolvimento do aluno, bem como para sua progressão, é a presença de seus pais e responsáveis no processo. Trabalhando para auxiliar na estratégia traçada pelo educador os pais podem tirar dúvidas e seguir em casa com o processo iniciado no espaço educacional.

Apesar de ser ainda um tipo de educação com poucos profissionais atuantes algumas cidades oferecem esse tipo de serviço. É importante checar se em sua cidade esse tipo de serviço é oferecido. Um lugar em que é possível encontrar esse tipo de profissional são os centros de reabilitação.

Caso não existam centros especializados é possível que médicos possam indicar profissionais. Uma alternativa que tende a dar certo é se inscrever em programas da saúde pública que podem facilitar o acesso dos estudantes ao método em questão. Outra seria a participação em programas governamentais que atue nesse campo.

Em São Paulo, uma das alternativas de espaço que usa metodologias de ensino personalizado é o IADHEC. Entre em contato para mais informações sobre as metodologias e instalações do Instituto.