Delegação paralímpica brasileira tem 253 atletas e busca o 100º ouro

Com atletas de 20 modalidades, delegação brasileira busca Top 10

Em contagem regressiva para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, a delegação brasileira tinha expectativa de reunir 230 competidores em 20 modalidades e alcançou a marca histórica de 253 atletas. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) tem como meta o Top 10 no quadro de medalhas e também o 100º ouro. O Brasil precisa de mais 13 medalhas para alcançar os três dígitos.

O atleta Daniel Dias, que já conquistou 14 ouros nos Jogos Paralímpicos, disse: “Eu acho que já colaborei bastante com o Comitê nesse quesito [conquista de medalhas de ouro], mas é uma meta muito bacana, eu acho que será incrível se a gente conseguir alcançar esse marco de 100 medalhas”.

O grupo brasileiro que vai desembarcar em Tóquio é bastante heterogêneo no que tange à experiência. Daniel Dias, grande destaque da delegação, é o maior medalhista paralímpico do País. O atleta anunciou sua aposentadoria das piscinas após a competição de 2021. Já no grupo dos estreantes está a campeã mundial Débora Menezes, que vai em busca do primeiro ouro para o parataekwondo, modalidade que estreia no evento em Tóquio.

A atleta paulista Débora Menezes conquistou sua vaga nos jogos em fevereiro de 2019 ao subir ao lugar mais alto do pódio no Mundial de Antalya, na Turquia. A conquista foi eternizada em uma tatuagem da logo dos Jogos de Tóquio 2020 na mão esquerda.

Sobre a marca, Débora comenta: “Eu quis deixar registrada, como deixei registrada a de Lima [tatuagem feita em 2019, após os Jogos Parapan-americanos]. São poucos atletas que chegam lá, né? Então, é algo extraordinário e para poucos”.

Mais difícil que aguentar a dor das agulhas foi lidar com a ansiedade para a estreia olhando o símbolo diariamente. “ O nível de ansiedade está em 1000%, quero que chegue logo”, disse Débora.

Em maio, os atletas brasileiros do grupo de risco foram os primeiros a respirar aliviados após o inicio da vacinação. O presidente do CPB, Mizael Conrado, havia afirmado em diversas ocasiões que este era um passo importante para a segurança da delegação com destino a Tóquio.

Conrado comentou: “Tivemos um ganho em todos os aspectos. A cada atleta vacinado, mais duas vacinas serão integradas ao Plano Nacional de Imunização”.

São esperados cerca de 4,4 mil atletas nos Jogos Paraolímpicos de Tóquio, todos em busca de medalha. No dia 24 de agosto será realizada a cerimônia de abertura.

As Paralimpíadas devem reunir 4,4 mil atletas em busca de uma medalha nas 22 modalidades do programa. A cerimônia de abertura está marcada para o dia 24 de agosto.

A lista completa dos atletas convocados pelo CPB foi divulgada em 06 de julho e tem 253 atletas, a maior missão nacional paralímpica em um evento fora do País.